Quem subirá ao monte do Senhor?

R$77.36 R$96.70

Quem subirá ao monte do Senhor

Uma teologia bíblica do Livro de Levítico

L. Michael Morales

"Este livro [...] promete nos dar não apenas uma teologia de Levítico, mas também uma teologia mais rica do Pentateuco e, finalmente, de toda a Bíblia. Eu prevejo que este volume gerará excelentes séries de sermões sobre Levítico!" - D.A. Carson

L. Michael Morales é Professor de Estudos Bíblicos, Seminário Teológico Presbiteriano de Greenville, Taylors, Carolina do Sul. Anteriormente, ele foi reitor e professor de Antigo Testamento no Reformation Bible College, Sanford, Flórida.

Trecho:

"Quem subirá ao monte do Senhor?" (Sl 24.3) De muitas maneiras, essa é a questão fundamental do culto de Israel no Antigo Testamento – e, de fato, da própria vida. Como as criaturas feitas de pó podem se tornar membros da casa de Deus "para sempre"? A questão de subir a montanha de Deus para sua casa provavelmente foi recitada pelos peregrinos ao se aproximarem do templo no monte Sião durante os festivais anuais. Essa liturgia de entrada funciona como uma corrente oculta em todo o Pentateuco e está no centro de seu livro central, Levítico. Sua preocupação dominante, assim como a do resto da Bíblia, é a maneira pela qual a humanidade pode habitar com Deus. A esperança mais profunda de Israel não era apenas uma questão litúrgica, mas uma busca histórica. Sob o pacto mosaico, o caminho aberto por Deus foi através do culto levítico do tabernáculo e do templo posterior, seu sacerdócio e rituais.

O advento de Cristo abriria um caminho novo e vivo para a casa de Deus – de fato, esse era o objetivo dele ao levar nossa humanidade sobre si mesmo, seu sofrimento, sua ressurreição e ascensão. Neste volume estimulante, Michael Morales explora o contexto narrativo, a estrutura literária e a teologia de Levítico. Ele segue seu movimento dramático, examina o culto do tabernáculo e o Dia da Expiação e acompanha o desenvolvimento do tabernáculo do Sinai até o templo de Sião – e do terrestre ao celestial Monte Sião no Novo Testamento. Ele mostra como a vida com Deus na casa de Deus era o objetivo original da criação do cosmos e se tornou o objetivo da redenção e da nova criação. Abordando questões-chave da teologia bíblica, os trabalhos que incluem Novos estudos em teologia bíblica são tentativas criativas para ajudar os cristãos a entender melhor suas Bíblias.