Salmo 132 Leave a comment

  • Oração: O Senhor estabeleceu uma aliança com seu povo e é fiel em cumpri-la. Orem celebrando o privilégio de fazer parte dessa aliança e agradeçam os seus benefícios.
  • Cântico: Um hino ou cântico sobre a fidelidade do Senhor a sua aliança. Sugestão: “O Deus Fiel” (Novo Cântico, nº 32).
  • Leia Salmos 132. Após a leitura, explique que neste salmo Davi expressa seu zelo pela arca de Deus, que devia ficar em seu lugar legítimo. 1 Lembra-te. Pedido para que Deus dê atenção, leve a questão ao coração de um modo que conduz à ação (Gn 8.1). 132.5 Morada. Uma morada para Deus (Êx 25.9; mesma palavra usada no v. 7). 132.6 Efrata. A localização de Belém (Rt 4.11; Mq 5.2). Campo de Jaar. Talvez Quiriate-Jearim (“cidade das florestas”), onde a arca permaneceu temporariamente (1Sm 7.1-2). 132.7 Estrado. A arca, como um estrado terreno para o trono do Rei celestial (99.5; 1Cr 28.2; cf. Is 66.1). 132.8 Levanta-te, Senhor. Um pedido para que a presença de Deus habite no templo como Rei (68.1; Nm 10.35-36). Repouso. Palavra associada à paz do reino e ao estabelecimento da presença de Deus em Israel (v. 14; Dt 12.9-11; 1Rs 8.56; 1Cr 22.9; 28.2). 132.9 Vistam-se de justiça. Às vezes, uma expressão que indica a adoção de hábitos piedosos (Jó 29.14), mas, aqui, significa o usufruto das bênçãos dos justos atos salvadores de Deus (v. 16; Is 61.10). Fiéis. Os que experimentam o amor pactual, isto é, os santos (v. 16). 132.10 Ungido. O rei designado por Deus (literalmente, “messias”) da linhagem de Davi (v. 17; 2.2; 18.50; 20.6; 28.8; 84.9; 89.38,51). 132.11 Jurou a Davi. Deus fez uma aliança ou promessa solene de que a descendência de Davi (rebento da tua carne) reinaria sobre o reino eterno (89.3-4; 2Sm 7.12; 1Rs 8.25; 2Cr 6.16), promessa cumprida em Cristo (At 2.30; cf. Lc 1.32,69). 132.15 Mantimento. Especificamente, o suprimento de comida. 132.17 Brotar. Germinar com vida (Jr 33.15). Lâmpada para o meu ungido. Uma imagem da continuidade da dinastia de Davi pela fidelidade de Deus em cumprir sua aliança (veja notas sobre 2Sm 21.17; 1Rs 11.36). 132.18 Cobrirei de vexame. Em contraste com os versos 9,16.
  • Pensamentos para a devoção pessoal/em família: A determinação de Davi em estabelecer um lugar para a santa presença de Deus (v. 4-5) nos lembra que um dos grandes propósitos do rei de Deus era construir o templo. Nada é mais importante para o reino de Deus que adorar ao Senhor. Sua presença com seu povo é sua alegria e sua glória. Jesus Cristo é o ungido Filho de Davi e o cumprimento dessas promessas (At 2.29-30). Ele nasceu em Belém Efrata (Mq 5.2). Ele declarou: “Edificarei a minha igreja” (Mt 16.18). Cristo é Senhor do céu e da terra, e nele a presença de Deus está vindo a todas as nações (Mt 28.18-20). Os adoradores de Deus não se reúnem mais em torno de uma localização física, mas adoram a Deus por meio de Cristo, no Espírito Santo, independentemente de onde se reúnam para o culto público, pois são o templo do Deus vivo (Jo 4.21-24; Ef 2.18-22). Por que a aliança de Deus com Davi nos encoraja a orar “venha o teu reino”? Como ela nos ajuda a entender o que estamos pedindo nessas palavras?
  • Oração: Cristo é o Emanuel. Agradeçam pela companhia do Senhor.

Adaptado da Bíblia de Estudo Herança Reformada

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat